Tablets melhoram o aprendizado em sala de aula, afirma pesquisa espanhola

Os tablets são excelentes ferramentas auxiliares em salas de aula, facilitando a compreensão de conteúdos e promovendo habilidades digitais, criatividade, aprendizagem independente e motivação.



Essa é a opinião de 87% dos professores e alunos ouvidos entre 2012 e 2013 em estudo sobre o uso educacional desses equipamentos eletrônicos, feito pelo Departamento de Economia Aplicada da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), na Espanha.

No período da pesquisa, foram ouvidos mais de dois mil alunos e 150 professores da rede básica de ensino, ensino primário, secundário e especial. Eles participaram de um estudo para identificar as melhores atividades de aprendizagem, e as vantagens e desvantagens de usá-las.

De acordo com a pesquisa, as principais atividades dos alunos foram a busca de informações na internet (consultas a enciclopédias, imprensa e ambientes web 2.0), acesso a material audiovisual (música, desenhos animados e vídeos), fazer fotos, vídeos e gravações de áudio.

Outro uso comum era a comunicação, por e-mail ou redes sociais, entre colegas e professores, pesquisas complementares sobre as lições estudadas em classe, a resolução de exercícios com aplicativos educacionais e outros recursos, além de anotações por voz ou texto, desenhos e compartilhamento de informações e arquivos.

De acordo com o levantamento feito pela pesquisa da universidade espanhola, metade das escolas ouvidas utilizou os tablets em mais de 30% do tempo de aula por semana, e 73% dos alunos também trabalharam com os aparelhos em casa. Do total de equipamentos usados, quase metade – 45% – era dos próprios alunos; os demais, das escolas. Entre as vantagens do uso dos tablets, de acordo com a pesquisa, está a própria multifuncionalidade dos gadgets, que proporcionam diferentes formas de aprendizado.

Novas metodologias

Outro potencial identificado pela pesquisa junto aos professores é a criação de novas metodologias de ensino, uma vez que os tablets ajudam a lidar com a diversidade entre os alunos (por meio de conteúdos personalizados e atividades práticas) e incentivar o compartilhamento de informações.

A ideia é que as novas metodologias de aprendizado, como a com os tablets, sejam inseridas na estrutura curricular das escolas, o que permitiria uma melhor aprendizagem que pudesse ser refletida em melhores acadêmicos.

Compartilhar

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn